Fotossssss

Esqueci de avisar, o album com as fotos de Shanghai esta online:

http://public.fotki.com/lenara/shanghai/

Anúncios

Não comi escorpiões

Pelo menos nao que eu tenha percebido! :) Mas passei por umas lojinhas
que vendiam varias especies de grilos, insetos, sapinhos, tartaruguinhas…
eles ficam vivos em uma caixinha com tampa transparente, e dentro tem
uma comidinha (agua com acucar?) e uns furinhos pra eles respirarem…
Nao sei se sao bichos de estimacao ou comida, provavelmente a segunda
hipotese… Tambem passei por uma loja que vendia peles de cobra, sapo,
e uns repteis que nao identifiquei… Nao sei dizer “asa de morcego” em
chines, nao sei se vendiam tambem, mas tinha umas coisas que pareciam
unhas, e outras eram como tripas secas. Tambem nao sei se o uso era
medicina ou feitico (um pouco de ambos?)

Depois do passeio pelo mercadinho onde tinha a loja de sopa de bruxa, e
onde me abasteci devidamente de bonecos de plastico do Ultramen,
mp3 players, celulares, roupinha de chinesinha pra minha sobrinha,
e outras lembrancinhas mis, alem de claro, uma mala nova pra poder
carregar tudo isso de volta ao Brasil, jantei no stand de sopa tipo
escolha voce mesmo. Tem um display como esses de supermercado
pra iogurte, e a pessoa pega ela mesma os ingredientes fresquinhos,
vegetais, carnes, tofus (eles tem quinhentos tipos) massas, tudo ja
organizado as porcoes amarradas em molhos ou espetadas em palitos,
entrega e eles fazem a sopa pra ti. Um tigelao cheio de coisa dentro
e sai um real!

Passeei, passeei pela cidade ate dar bolhas nos pes. A tatica foi ir
pelas avenidas ate achar uma entradinha pras ruelas de casinhas, e
dai andar por elas ate inevitavelmente vir a proxima avenida dali
a algumas quadras. Incrivel como os sons se aquietam, se ouve so
as pessoas e os passaros, a sensacao e totalmente diferente das
barulhentas avenidas, onde as centenas de bicicletas e motinhos
usam um sistema de freios sem borracha, metal com metal, e faz
um barulho agudo altissimo!! Ja descobri que eu escuto sons agudos
que a maioria das pessoas nao escuta, e por isso pra mim esses
sons ficam absurdamente altos e irritantes. Depois de umas horas
comecei a gritar nas ruas com os ciclistas e desejei ter um desses
megafones com funcao de repeat que eles usam por toda parte pra
anunciar coisas (que nem a kombi da goiabada e desinfetante nossa)
Mas felizmente logo eu achava uma ruela e me acalmava, deixava
os pensamentos assassinos de lado. Mas repito, e impressionante o
contraste entre os dois mundos, quando se ve um arranha-ceu no
horizonte ao final de uma ruazinha de casinhas parece uma aparicao,
um disco voador que pousou ali de outro planeta.

E falando em outro planeta, fui ontem na torre JinMao e tomei uma
taca de champagne (era o mesmo preco da agua mineral – uma perrier
claro!) A torre e altissima e impressionante. Mas do lado esta em
fase final de construcao o novo predio mais alto de Shanghai, o
feioso Financial Center. Ele esta digamos, como o Empire State para
o Chrysler Building. Nao que a JinMao seja assim um Chrysler, mas
e bem mais bonita!

Que mais, ontem foi minha palestra e desde entao me sinto mais leve…
Impressionante o que o peso de ter que preparar e palestrar faz com
o vivente… so percebi isso depois que me livrei desse peso! :) A plateia
era otima, na maioria estudantes de arte e professores, muito queridos,
o museu e lindo, um predio antigao, e foi numa sala com uma mesa oval
grandona entao ficou um clima assim, comunitario.. Vieram umas 40-50
pessoas e estavam bem atentos. Ahn, e meu certificado tem um carimbo
vermelho oficial com uma estrela bem grande! Muito cool, vou tirar um
xerox antes de enviar para os orgaos competentes brasileiros que
exigem esse tipo de coisa. Alias os alemaes ficaram muito espantados
com a mania brasileira por certificados, la eles simplesmente
acreditam no que a pessoa poe no curriculo. Incrivel, nao??

Bom, fico ate quarta-feira que e o ultimo dia do festival, e dai volto,
passo mais dois dias dentro de um aviao ate finalmente aterrisar em
terra brasilis, e a julgar pelo que aconteceu na ida, gasto mais uns
4 dias pelo menos me recuperando do jet-lag :P

Quem quiser lembrancinhas da China avise logo, os bonequinhos do
ultramen e o cha que floresce estao a procura de donos.

Prestes a girar 180 graus,
Lenara

Mercado Chines (foto para a Luiza)

Las Vegas Fedorenta?

Seguindo os temas sugeridos por amigos, depois das privadas chegou
a vez de falar dos fedores de Shanghai….

O ar aqui e horrivel, uma Sao Paulo piorada. Alem da poluicao ser pior,
tem uns fedores aleatorios, nao sei descrever mas um parece o de uma
planta de processamento de lixo que tem no Rio na estrada a caminho
do aeroporto. No primeiro dia ate me assustava, agora ja acostumei,
e so penso, ahn, ok, um lugar fedorento, daqui a pouco passa….

Tem tambem um outro cheiro estranhissimo que vem do molho de uma
comida, e meio pungente, meio podre, tenho que perguntar o nome. Mas
no geral a comida e otima, ontem experimentamos um restaurante
de “sopa coletiva” (hot pot em ingles) onde as mesas tem um furo e
um fogaozinho eletrico embaixo, eles trazem um caldeiraozinho e os
ingredientes entre dezenas de uma lista pras pessoas cozinharem
elas mesmas. Ja tinha comido uma parecida no Japao, e bem divertido.
Tinhamos dois chino-falantes entao nao precisamos usar o sistema
de apontar pra itens aleatorios, eles escolheram, metade vegetais,
metade carnes/peixes, inclusive o caldeirao vem ja dividido em duas
metades e com dois tipos de base para sopa.

O festival continua, vimos coisas legais e outras nem tanto. Tambem
tivemos a experiencia de rush hour no Metro. Impressionante o mar
de pessoas tentando (e uns 10% conseguindo) se movimentar entre
as plataformas e pegar os trens lotados. Do nosso grupo, fiquei
sortudamente entre os 10% (tambem ajudou eu resolver imitar os
chineses e deixar a polidez de lado :) mas o resto dos amigos ficou
pelo caminho e so conseguiu se reunir conosco bem mais tarde.

Alguns lugares da cidade lembram Sao Paulo, outros Las Vegas.
Meus neons prediletos sao os que transformam o predio em tipo um
wireframe, cordoes de luz exatamente nas arestas do predio, parece
sei la, que tu foi parar dentro de um videogame antigo estilo Tron.
A “nova area” de Pudong, onde fomos em um concerto ontem e toda
nova, nao precisaram botar abaixo casinhas pois era um descampado,
e e la que ficam os maiores arranha-ceus por aqui.

Hoje os planos sao: mais exposicoes do festival, e preparacao da
palestra pra amanha, alias ja consegui melhorar o “nao funcionamento”
da Internet… ainda nao e 100% mas ja da pra acessar varias paginas
que antes nao rolavam.

Sopa Coletiva

P.S. pra quem nao sabe quem e essa tal Carmen que esta aqui comigo
e eu menciono tanto, ela e minha “madrinha” alema. Depois de ter sido
incumbida de “cuidar de mim” pelos 3 meses que fiquei como artista
residente no ZKM ela decidiu que isso sera um cargo vitalicio, e virou
minha agente e correspondente pra troca de fotos de comidas, entre
outros. Ela que me convidou pra participar do evento aqui na China, e
o Wolfram eu conheci ao vivo aqui, ele e um amigo dela de Heidelberg
e organizador do festival re|act, um entre muitos de seus projetos
mirabolantes.

Carmen und Wolfram

Contrastes

Ontem passei pela cidade antiga, que esta sendo botada abaixo em rapidez vertiginosa para construcao de arranha-ceus feiosos… comi uns bolinhos de peixe, cinco por 50 centavos de real, e uma sopona com massa, carne e vegetais por 1,50. Detalhe: eles fazem a massa na hora! Os peixes e vegetais tambem estao na frente do restaurante (sao uns muquifinhos) e a pessoa escolhe quais quer comer. Os peixes vivinhos, os mariscos se bobear te dao uma borrifada na cara enquanto tu olha pra escolher :)

Depois fomos beber em um lugar metido (os prediletos do Wolfram, o socio da Carmen) um drink saiu por 18 reais!! Um choque depois da minha janta na cidade velha… Alias, e uma doidera, entra na cidade velha, nas ruelas, e como se entrasse em outro mundo, depois sai e ve os arranha ceus e vem outro choque! Tem tambem uma parte da cidade velha que eles meio que “reconstruiram” toda bonitinha pra turista ver, passeamos por la tbem, so coisas lindas no estilo antigo. Ja a verdadeira cidade velha e tipo assim uma favelinha. As casas nao tem banheiro, tem banheiros coletivos em varias esquinas (alias pela cidade toda tem mapas mostrando onde fica o banheiro publico mais proximo) o lixo eles vem com uma tigelinha e jogam numa pilhona no chao em locais semi-designados, depois vem um carrinho e recolhe. Daria pra fazer uma bela preservacao e melhora das casas ao inves de botar abaixo… mas se ve as britadeiras e escavadeiras por toda parte, e so dobrar a esquina e tem uma quadra sendo demolida…. em mais uns 2-3 anos nao vai sobrar nada.

Hoje comeca o festival propriamente dito, entao estarei visitando varias exposicoes museus e tal.. ontem supervisionamos a montagem da expo de estudantes pra onde a Carmen & Wolfram trouxeram obras vencedoras do re|act Festival. A sala de exposicoes de longe parece OK mas quando olha de perto o acbamento de tudo, pedestais, posteres, paredes, e tudo meio assim, qualidade made in china :) ou seja, acabamento meio tosco. As obras do re|act sao bem legais, um tronco que cada linha da vida da arvore quando tocada se ouve um desejo de uma pessoa com aquela idade (o artista veio dois dias antes pra gravar desejos das pessoas em chines, acompanhei ele uma tarde gravando criancinhas, velhos, um barato) – a outra obra e doidissima, um prato com agua que quando poe a mao ele capta as batidas do coracao da pessoa e comeca a vibrar a agua dentro em umas padronagens de acordo.

snack da tarde

xixi na China

escolhi esse topico pois todo mundo me pergunta sobre as privadas da China. cheguei ontem e la vai meu relato inicial:

fui em uma casinha no metro que custava 1 RMB e tinha ate papel higienico, a privada era no chao, com a descarga sempre correndo. Tinha uns avisos assustadores na porta dizendo que se a pessoa ficasse trancada pque nao colocou dinheiro eles nao socorriam. (1 RMB e tipo 25 centavos nossos)

(como comparacao: no Japao alguns banheiros tem privadas hi-tech, com jato de agua pra lavar a bunda, assento aquecido, musica! no ultimo dia fiquei menstruada e foi uma bencao dos ceus ter uma privada dessas :)

ontem fizemos um circuito lojinhas para turistas, e doido o sistema de barganha deles, depois que a pessoa se aventura tudo sai a metade do preco! mas nao comprei muito pois nao tinha muito hard cash comigo.

e para o jantar, a tatica da Carmen e entrar em um restaurantezinho e apontar aleatoriamente pra itens no menu. Demos sorte, um era otimo, dois bem razoaveis e o ultimo nao tive coragem, era tipo pele de porco frita em uns palitinhos. Saiu tipo 5 reais tudo, a comida e bem barata.

amanha comeca o festival, e minha palestra e na segunda que vem. ainda tenho que preparar coisas, nao sei se vai ser muito facil pois muito da internet “nao funciona” (eles censuram e aparece apenas a mensagem default do browser dizendo que perdeu contato com o servidor) Tipo, a Wikipedia nem pensar!! Mas do meu celular eu consigo pois o Opera Mini usa um proxy server. Serve pra consultar a wikipedia mas nao pra pegar screenshots pra palestra infelizmente :P

privadas chinesas

privada japonesa hi-tech

Cheguei!

Estou em Shanghai. A bandeira chinesa está por toda a parte. Essa aqui fica na entrada do Museu de Arte Tushanwan em Xuhui, onde fica a exposição de trabalhos de estudantes de cursos de novas mídias daqui e de participantes do re|act Festival, que é o festival na Alemanha organizado pela Carmen e pelo Wolfram.

little red soldier